Sucesso do monitoramento de bagagens nos aeroportos Brasileiros

Posted on October 29, 2012

O processo de restituição de bagagens nas esteiras já pode ser acompanhado, pelos passageiros dos voos, em vários aeroportos brasileiros. O programa “De Olho na Mala”, implantado pela Superintendência de Segurança Aeroportuária (Dosa) da Infraero, já instalou sistemas de monitoramento de bagagens nas áreas de desembarque dos voos de 22 terminais da Rede, cobrindo todas as regiões do Brasil.

A intenção da Infraero é instalar o “De Olho na Mala” ao longo de toda a rede de aeroportos administrados pela empresa. Os sistemas são compostos por câmeras de vigilância instaladas nas áreas em que os funcionários responsáveis pelo manuseio das bagagens as colocam nas esteiras de restituição e monitores, colocados próximos das esteiras na área de desembarque, que exibem as imagens captadas pelas câmeras.

Dessa forma, os passageiros dos voos que aguardam por seus pertences podem observar o fluxo de devolução de volumes e o manuseio dos mesmos pelos responsáveis. Uma vantagem do sistema é a rapidez de montagem. Desde março, além de Brasília e Galeão, os principais aeroportos com maior afluência de voos, já implantaram o monitoramento.

Com o projeto, a Infraero busca contribuir para a transparência e segurança no processo de restituição de bagagens, visando à satisfação do passageiro com os serviços oferecidos em seus aeroportos. Vale destacar também que, após o check-in, as bagagens são de responsabilidade da empresa aérea, permanecendo sob sua custódia até a devolução ao passageiro, conforme a prevê a legislação referente à segurança da aviação civil. A iniciativa tem sido bem recebida pelos passageiros dos voos.

ANAC sediou encontro internacional da OACI

Posted on October 11, 2012

ANACA ANAC sediou, entre os dias 9 e 13 de julho de 2012, no Rio de Janeiro, o 11º ADWG (Aerodrome Design Working Group) da Organização de Aviação Civil Internacional (OACI). Durante a reunião, foram discutidas propostas de modificação de documentos da OACI relacionados a projeto e operação de aeródromos, em especial o Anexo 14 e o DOC 9157 (Aerodrome Design Manual), e o documento elaborado pelo Grupo de Estudos do PANS (Procedure for Air Navigation Services – Aerodrome). O Brasil apresentou novas propostas para documentos relacionados a sistemas de arrasto, acostamentos em pistas de pouso e decolagem de voos, faixas de pista, designação de pistas de táxi e RESA (runway end safety area).

A reunião contou com a participação de servidores da Superintendência de Infraestrutura Aeroportuária (SIA) da ANAC e teve a participação de representantes das Autoridades de Aviação Civil da Alemanha, Austrália, Brasil, Canadá, Estados Unidos, França, Japão e Reino Unido, — além de representantes das organizações ACI (Airports Council International), IFALPA (International Federation of Air Line Pilots’ Associations), ICCAIA (International Coordinating Council of Aerospace Industries Associations) e EASA (European Aviation Safety Agency).

A próxima reunião da ADWG será realizada em Montreal, em abril de 2013.

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) é uma agência reguladora federal cuja responsabilidade é supervisionar a atividade de aviação civil no Brasil, tanto no que toca seus aspectos econômicos quanto no que diz respeito à segurança técnica do setor.

A substituição de órgãos diretamente ligados ao governo por uma autarquia, em 2005, visou a uma administração mais autônoma e técnica da aviação civil nacional, buscada por meio de descentralização administrativa e menor influência política direta. Muitos especialistas defenderam a medida argumentando que ela influenciaria positivamente o setor atraindo investimentos, dada a criação de um ambiente econômico propício devido à criação e manutenção de regras novas e estáveis.[1]

A Organização da Aviação Civil Internacional ou OACI, também conhecida por sua sigla em inglês, ICAO (International Civil Aviation Organization), é uma agência especializada das Nações Unidas criada em 1944 com 191 países-membros. Sua sede permanente fica na cidade de Montreal, Canadá. O Secretário-Geral da organização é o francês Raymond Benjamin, desde 1 de agosto de 2009.

Seus principais objetivos são o desenvolvimento dos princípios e técnicas de navegação aérea internacional e a organização e o progresso dos transportes aéreos, de modo a favorecer a segurança, a eficiência, a economia e o desenvolvimento dos serviços aéreos.Desenvolve também um trabalho importante no campo da assistência técnica, procurando organizar e dar maior eficiência aos serviços de infraestrutura aeronáutica nos países em desenvolvimento. Essa assistência é prestada por meio de equipes de especialistas, enviados aos diversos países para organizar e orientar a operação dos serviços técnicos indispensáveis à aviação civil, e de bolsas de estudo para cursos de especialização.

ANAC

X