Azul Linhas Aéreas anuncia novos voos para o Paraná

Posted on October 28, 2015

Os turistas que quiserem ir para o Paraná a partir desta semana têm mais uma opção de voo. A Azul Linhas Aéreas estreou, no início deste mês, um novo voo diário para Maringá, saindo de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.

Azul Linhas Aéreas

O novo voo acontecerá de domingo a sexta-feira às 18h40, horário de Mato Grosso do Sul. O voo de Maringá a Campo grande também acontece de domingo a sexta-feira e o horário de partida é às 8h55, horário de Brasília.

A Azul ainda informou que que a partir de 1º de setembro iniciará operações com voos de Campo Grande a Londrina, com turboélices ATR 72. Assim como as aeronaves que farão os voos para Maringá, a aeronave que fará o voo para Londrina possui capacidade de 70 assentos.

O diretor de Planejamento da Azul, Marcelo Bento, comemora os novos voos e afirma que a oferta de voos entre Campo Grande e Cuiabá será ampliada para atender à demanda dos Clientes e garantir ainda mais a conectividade para diversas regiões.

“Colocaremos à disposição dois novos destinos a partir de Campo Grande, ambos com grande potencial no setor industrial e agrícola, além de ótimo desempenho no comércio. Assim, Maringá e Londrina caracterizam-se como cidades de grande destaque no interior do Paraná”, explica Bento.

Outra novidade divulgada pela Azul é a oferta de quatro voos semanais entre Corumbá e Campinas, após a companhia aérea deixar de operar voos entre Corumbá e Campo Grande. De acordo com a assessoria da companhia aérea, a partir de agora, os clientes do interior do Mato Grosso do Sul terão à disposição conexões para mais de 55 destinos nacionais, além de voos diretos internacionais para Fort Lauderdale com destino à Miami e Orlando, nos Estados Unidos.

Segundo a Azul, o voo Corumbá-Campinas será realizado pelos jatos Embraer 190, de 106 assentos.

Azul Linhas Aéreas

Azul Linhas aéreas realizará voos para Macapá

Posted on September 26, 2013

A empresa de linhas aéreas Azul quer incluir a cidade de Amapá na sua malhar aérea ainda no 1º Semestre deste ano, para solidificar suas intenções, foi feita uma reunião entre a companhia de linhas aéreas, o o Senador Randolfe, Bancada Federal e BR Distribuidora. Na última semana, a empresa de linhas aéreas, solicitou junto à Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), a autorização para operar voos diários nos trechos compreendidos entre Macapá (AP)/Belém(PA) e Belém(PA)/Macapá(AP). A expectativa da companhia de linhas aéreas é que a solicitação para o início dos voos seja aprovada até o dia 20 de março.

O Governo do estado do Amapá espera poder resolver a questão o quanto antes, pois minimizaria a situação de caos aéreo no local. Para buscar a instalação do Posto de Abastecimento Aéreo no Aeroporto Internacional Alberto Alcolumbre, bem como os dois novos Módulos Operacionais de embarque e desembarque que vão triplicar a capacidade do aeroporto, o Senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) e a Bancada Federal, representada pelo Deputado Federal, Evandro Milhomen (PCdoB-AP), estiveram na BR Distribuidora. Randolfe diz que com a chegada da empresa de linhas aéreas e o consequente estímulo do mercado, há o aumento da oferta de voos, podendo haver a redução no preço das passagens aéreas.

Azul Linhas aéreasAinda em 2012, o mesmo senador articulou-se para conseguir com que a empresa SETE Linhas Aéreas, de Goiás, começasse a operar voos no estado do Amapá. A companhia de linhas aéreas começou a a oferecer voos no trecho Belém/Monte Dourado/Macapá/Belém, utilizando a pequena aeronave do modelo EMB-120 com capacidade para 30 passageiros.

Entre os meses de maio e junho deste ano será instalado no aeroporto um Posto de Abastecimento de Aeronaves (PAA) da Petrobrás, que depende apenas da liberação das obras pelos orgãos ambientais e estaduais. O PAA será uma espécie de hangar VIP, proporcionando o tratamento das aeronaves e maior conforto para os pilotos e tripulação das companhias de linhas aéreas, instalações semelhantes a estas existem em apenas quatro aeroportos do Brasil.

Balanço dos prejuízos do acidente da Azul

Posted on November 28, 2012

Azul Linhas AéreasA Azul Linhas Aéreas – companhia responsável por 85% das operações domésticas do aeroporto – sofreu elevadas consequências com o acidente que aconteceu no Aeroporto Internacional Viracopos (Campinas), causado por um avião cargueiro. A Azul Linhas Aéreas estima que o prejuízo da empresa seja em torno de R$10 milhões.

O diretor de comunicação, Gianfranco Betin afirmou que esses valores divulgados são somente cálculos iniciais, que não levam em conta os processos judiciais que devem ser movidos pelos passageiros dos voos, por exemplo.
Para o diretor, a venda de voos no site da empresa foi paralisada e há ainda custos como a taxa de remarcação de voos, em outras linhas aéreas, e até helicóptero custeado pela Azul para um cliente.

Embora a companhia Azul ainda não tenha se pronunciado oficialmente, sua assessoria de comunicação afirmou que os dados ainda estão sendo computados e em breve divulgarão uma nota à imprensa. Entre os dias 13 e 15 de outubro, cerca de 25 mil clientes foram afetados durante o período de interdição na pista do aeroporto.

Segundo o comunicado da companhia, a Azul prestou a assistência aos clientes de acordo com a Resolução 141 da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Hoje, finalmente a situação na frequência de voos já está atingindo a sua normalidade. Entre hoje e ontem, a companhia Azul já está operando com 92% de regularidade de voos e 94% em pontualidade, conforme dados divulgados hoje pela Infraero.

Azul Linhas Aéreas

X