Balanço dos prejuízos do acidente da Azul

Posted on November 28, 2012

Azul Linhas AéreasA Azul Linhas Aéreas – companhia responsável por 85% das operações domésticas do aeroporto – sofreu elevadas consequências com o acidente que aconteceu no Aeroporto Internacional Viracopos (Campinas), causado por um avião cargueiro. A Azul Linhas Aéreas estima que o prejuízo da empresa seja em torno de R$10 milhões.

O diretor de comunicação, Gianfranco Betin afirmou que esses valores divulgados são somente cálculos iniciais, que não levam em conta os processos judiciais que devem ser movidos pelos passageiros dos voos, por exemplo.
Para o diretor, a venda de voos no site da empresa foi paralisada e há ainda custos como a taxa de remarcação de voos, em outras linhas aéreas, e até helicóptero custeado pela Azul para um cliente.

Embora a companhia Azul ainda não tenha se pronunciado oficialmente, sua assessoria de comunicação afirmou que os dados ainda estão sendo computados e em breve divulgarão uma nota à imprensa. Entre os dias 13 e 15 de outubro, cerca de 25 mil clientes foram afetados durante o período de interdição na pista do aeroporto.

Segundo o comunicado da companhia, a Azul prestou a assistência aos clientes de acordo com a Resolução 141 da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Hoje, finalmente a situação na frequência de voos já está atingindo a sua normalidade. Entre hoje e ontem, a companhia Azul já está operando com 92% de regularidade de voos e 94% em pontualidade, conforme dados divulgados hoje pela Infraero.

Azul Linhas Aéreas

Sucesso do monitoramento de bagagens nos aeroportos Brasileiros

Posted on October 29, 2012

O processo de restituição de bagagens nas esteiras já pode ser acompanhado, pelos passageiros dos voos, em vários aeroportos brasileiros. O programa “De Olho na Mala”, implantado pela Superintendência de Segurança Aeroportuária (Dosa) da Infraero, já instalou sistemas de monitoramento de bagagens nas áreas de desembarque dos voos de 22 terminais da Rede, cobrindo todas as regiões do Brasil.

A intenção da Infraero é instalar o “De Olho na Mala” ao longo de toda a rede de aeroportos administrados pela empresa. Os sistemas são compostos por câmeras de vigilância instaladas nas áreas em que os funcionários responsáveis pelo manuseio das bagagens as colocam nas esteiras de restituição e monitores, colocados próximos das esteiras na área de desembarque, que exibem as imagens captadas pelas câmeras.

Dessa forma, os passageiros dos voos que aguardam por seus pertences podem observar o fluxo de devolução de volumes e o manuseio dos mesmos pelos responsáveis. Uma vantagem do sistema é a rapidez de montagem. Desde março, além de Brasília e Galeão, os principais aeroportos com maior afluência de voos, já implantaram o monitoramento.

Com o projeto, a Infraero busca contribuir para a transparência e segurança no processo de restituição de bagagens, visando à satisfação do passageiro com os serviços oferecidos em seus aeroportos. Vale destacar também que, após o check-in, as bagagens são de responsabilidade da empresa aérea, permanecendo sob sua custódia até a devolução ao passageiro, conforme a prevê a legislação referente à segurança da aviação civil. A iniciativa tem sido bem recebida pelos passageiros dos voos.

Aeroporto de Macaé pronto para receber voos

Posted on September 24, 2012

A Infraero concluiu na semana passada, no dia 27 de Julho, as obras de revitalização da pista de pouso e decolagem de voos do Aeroporto de Macaé (RJ). Com início em Abril, os trabalhos envolveram o reforço estrutural e microrrevestimento asfáltico do pavimento, com investimentos para obras de R$ 1,06 milhão.

Aeroporto de Macaé

A ação faz parte de uma série de melhorias que está em curso no terminal, com destaque para a ampliação do terminal de passageiros dos voos das linhas aéreas que utilizam-se do espaço e para a construção da nova torre de controle e implantação do módulo operacional de navegação aérea (Mona). Abibe Ferreira Júnior, superintendente da Regional do Rio de Janeiro, destacou a importância das obras para o funcionamento do aeroporto: “O Aeroporto de Macaé é muito importante nas operações off-shore, com constante aumento na sua movimentação. Com isto, melhorias são necessárias e a Infraero está providenciando essas obras para fazer frente a uma nova realidade”.

O novo terminal de passageiros e edificações de apoio do aeroporto tiveram suas obras iniciadas em Junho e receberá investimentos de cerca de R$ 45 milhões. A área do terminal será ampliada de 900 m² para 11,1 mil m², a fim de melhor receber os passageiros dos voos que aterrisarem no aeroporto fluminense. As obras visam ainda a reforma do edifício administrativo e operacional e do pátio de aeronaves, construção do novo sistema de acesso ao aeroporto e novo estacionamento de veículos, com aumento substancial do número de vagas, de 74 para 460.

Aeroporto de Macaé

X